Macroinvertebrados aquáticos de corredeiras do rio Teles Pires, bacia do Tapajós

Os macroinvertebrados bentônicos (representados principalmente pelos insetos) são organismos pequenos que vivem aderidos as rochas nos rios e riachos. Esses organismos são utilizados na avaliação de impactos da biodiversidade como bioindicadores em ambientes aquáticos, por apresentarem adaptações evolutivas e limites de tolerância à determinadas condições ambientais. Podemos coletá-los com uma rede do tipo surber e com auxílio de pinça e escova de cerdas macias. Esse projeto tem como objetivo principal identificar a diversidade de macroinvertebrados aquáticos de ambientes de corredeiras na bacia do rio Teles Pires na área de influência da Usina Hidroelétrica de Sinop e a longo prazo produzir um inventário de macroinvertebrados de corredeiras da bacia do rio Teles Pires e comparar os dados de abundância, densidade e composição dos macroinvertebrados com os micro-habitat, assim como sua relação com os fatores físico-químicos da água (ex.: velocidade da água, profundidade, temperatura). Os macroinvertebrados coletados irão formar uma coleção de referência de macroinvertebrados da região Norte do Mato Grosso no Rio Teles Pires. Já foram coletados 8.900 exemplares divididos em 3 filos, 7 classes, 10 ordens e 18 famílias sendo este o primeiro levantamento de macroinvertebrados de corredeiras do rio Teles Pires.

197843_165501440_985347765.png