COORDENAÇÃO

Bem-vindos ao Laboratório de Ictiologia Tropical (LIT), localizado no Câmpus de Sinop na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).  O LIT foi idealizado com a minha chegada na UFMT Câmpus Sinop em 2008. Desde o princípio as investigações focam na ecologia e biologia de peixes, em habitats aquáticos dulcícolas no Sul da Amazônia. Nossa pesquisa é fortemente orientada para o campo, com estudos realizados nas bacias do Rio Teles Pires, Xingu e Juruena e, eventualmente nas cabeceiras do Rio Paraguai na região de Nobres. Nossa pesquisa de campo é realizada principalmente em ecossistemas fluviais (riachos e rios) e adota abordagens descritivas, comparativas e experimentais. Usamos observações de campo para gerar hipóteses que são testadas usando experimentos de campo e de laboratório. A pesquisa é fortemente orientada para o avanço da compreensão científica básica, para uma melhor compreensão da conservação da biodiversidade. As pesquisas são desenvolvidas por alunos e colaboradores de várias instituições de ensino superior. Mais informações sobre pesquisas, publicações e equipe estão disponíveis na página de integrantes do laboratório, que você pode acessar clicando no link do currículo lattes.

Áreas de interesse e projetos específicos incluem:

Estrutura de assembleias de espécies, variação ambiental e características funcionais das espécies.

Interação peixe-floresta com ênfase em ictiocoria.

O papel ecológico dos peixes frugívoros na regeneração florestal.

Interações entre peixes e parasitas.

Os efeitos dos parasitas no comportamento dos peixes.

As publicações aqui apresentadas estão relacionadas as áreas de atuação e linhas de pesquisa do LIT, outras publicações estão disponíveis no meu cv lattes:  

Currículo Lattes

_DSC2433.jpg

Lucélia Nobre Carvalho

INFRAESTRUTURA

O Laboratório de Ictiologia Tropical (LIT) começou a ser construído em setembro de 2018 com recursos do projeto: “Monitoramento da Ictiofauna da UHE Teles Pires” em convênio firmado pela Universidade Federal de Mato Grosso e a Fundação Uniselva. A obra foi concluída em abril de 2019 com aproximadamente 200 m². Anterior ao LIT todas as atividades de pesquisa eram desenvolvidas no bloco do Acervo Biológico da Amazônia Meridional (ABAM), também localizado no Câmpus Universitário de Sinop. O LIT possui uma sala de preparo para triagem, uma sala para experimentos com aquários, uma sala de equipamentos com lupas e microscópios e abriga a Coleção Ictiológica. 

8.jpg

ÁREA DE ATUAÇÃO

_DSC0191

_DSC0191

IMG_1252

IMG_1252

IMG_1144

IMG_1144

IMG_1103

IMG_1103

IMG_1035

IMG_1035

IMG_0954

IMG_0954

IMG_1006

IMG_1006

DJI_0075

DJI_0075

O LIT tem como foco as áreas localizadas no ecótono Amazônia-Cerrado próximas às cabeceiras das bacias dos rios Xingu e Tapajós.

 

Além de amostragens na Estação Ecológica Rio Ronuro, Rio Juruena, Parque Estadual do Cristalino e nos sítios de coleta nos módulos do Programa de Pesquisa em Biodiversidade (PPBio).

 

 

Os módulos do PPBio são gerenciados pelo Núcleo Regional de Sinop por pesquisadores do Núcleo de Estudos da Biodiversidade da Amazônia Mato-grossense (NEBAM).