Peixes e floresta: Interações entre peixes frugívoros e os frutos da mata ripária do rio Teles Pires

Clique no Nome para Conhecer o Integrante: Lucélia Nobre Carvalho, João Batista Santos, Sandra Correa Bibiana

A interação entre peixe-floresta é o foco deste projeto que avalia o comportamento alimentar de espécies frugívoras, assim, como os efeitos e dinâmica desta relação. Atualmente estamos testando a passagem de sementes pelo trato digestivo de peixes frugívoros que provavelmente influenciam a dormência, o tempo de germinação e/ou o crescimento futuro das plântulas. Os efeitos da passagem do intestino sobre a germinação de sementes foram extensivamente investigados entre aves e mamíferos frugívoros; no entanto, poucas investigações se concentraram em peixes frugívoros. Estamos investigando o consumo de frutos/sementes por um peixe frugívoro amplamente distribuído na Amazônia, Brycon falcatus e seus efeitos ontogênicos da passagem intestinal na probabilidade e velocidade de germinação das sementes. Outra linha de investigação em andamento é o efeito do tamanho corporal na predação de sementes de Brycon cephalus provenientes de pisciculturas por meio de experimento controlado em cativeiro. Ao final destes projetos esperamos avançar no conhecimento dos mecanismos envolvidos na frugivoria como hábito alimentar entre os peixes e no mutualismo entre frutos e peixes.

197843_165501440_985347765.png